Poemas de Aprendiz - Um grito de liberdade, por Giovanni Paulo; Gabriel Rocha; Vitor Gustavo; Lucas Gabriel.

25/05/2020

Uma elaboração poética e histórica a respeito do desenvolvimento do capitalismo. Produção dos estudantes Giovanni Paulo, Gabriel Rocha, Vitor Gustavo e Lucas Gabriel.


É um grito de liberdade, igualdade e fraternidade,

que em meio as revoluções ganham notoriedade.

Por causa da carência da sociedade.


É um estado com o poder muito bem limitado

Com o direito de expressão atirando para todo lado,

Bem,

é liberdade...

e quem está no poder tem medo de perder o seu reinado.


É liberalismo, com a ideologia do que é preciso,

Você não precisa mais ser como o coletivo.

Foi com o John Locke que ganhou força mundial

E a defesa dos direitos, propôs o contrato social.

É a oposição de tudo sobre o tudo ao absolutismo.

É o pensamento que derrubou o monarquismo

Que fez surgir, a maior potência mundial,

Que defendeu a igualdade social.


Que fez ouvir o grito dos oprimidos!

Deu ascensão ao sistema do capitalismo

E teve um crescimento nunca antes visto.


Mas quem tem poder,

Não quer largar.

Uma grande consequência disso:

A GRANDE DEPRESSÃO!!

Pessoas mortas, por perder o próprio chão.

Nenhum ideal,

Uma forma do Estado dá as mãos,

Suavizou o grande CHEFÃO,

E percebeu que ele é o grande VILÃO.

Filhos de uma pátria, pedem um estado liberal...

É a economia que passa para mercado mundial.


Você quer dinheiro?

E a liberdade de falar o que é preciso?

Mas vem a ditadura e acaba com o seu espírito.

Poder militar, defendendo até a morte,

Seu direito de se expressar...

Apesar de não concordar...

Preciso respeitar...


Tente gritar,

O que foi não será...

Mas, há necessidade em se libertar,

Para não se fechar...

A mente abrirá,

e da caverna sairá

e um novo mundo surgirá.