Satíricon e Fillini Satyricon, por Luana Aguiar

05/06/2020

ASPECTOS FRAGMENTÁRIOS E LACUNARES NA OBRA SATÍRICON, DE PETRÔNIO, E NO FILME FELLINI SATYRICON, DE FEDERICO FELLINI

Pretende-se, neste artigo, comparar e analisar o romance Satíricon (século I d.C.), de Petrônio, com o filme Fellini Satyricon (1969), do cineasta italiano Federico Fellini (1920-1993). As perspectivas adotadas por Stam (2008), Xavier (2003) e Carvalhal (2006), no que diz respeito à literatura e sua relação com o cinema, e Fellini (1983), apontamentos do próprio diretor acerca de suas obras, nortearão as análises aqui desenvolvidas. Ao compararmos as obras, notam-se particularidades relacionadas à recriação para o cinema através de elementos fragmentários e lacunares, revelando também as múltiplas possibilidades interpretativas dos estudos interartes.

Para acessar o artigo completo, acesse aqui: