Regalo e deleite, por Letícia Carvalho

08/06/2020

Como se fosse anedota

Tu me provocas o riso

Junto e além disso

Regalo e deleite


Como se fosse uma obra

Me faço nua no rio

O que há de errado nisso?

Apenas regalo e deleite


Tu me tens e manobra

Eu, manobrável, sorrio

Faço teu corpo abrigo

Tu és regalo e deleite