Poemas de Aprendiz - Pandemia 2020, por Matheus Freitas e Max Nunes

28/07/2020

Pandemia de 2020

Pandemia

Que nos dilacerou tantas vidas,

Levando de nossos braços

Pessoas queridas.

Corações ficaram órfãos,

Marcados na memória,

Momentos idos e vividos,

Reflexão do tempo.

Que vão ficar na História.

Deus mais do que nunca,

Em momentos de oração,

Já que o homem,

Em certas situações

Não sabia

O que fazer.

E como que fazer?

Vários ficaram doentes,

Mortes aumentavam,

Rios de lágrimas escorriam,

Bruscamente nos rostos,

Que poderiam

Encher o Negro e o Solimões.

A situação só piorava,

Com ruas agitadas,

Na efervescente multidão,

Alguma coisa tinha que ser feita

E os governos recomendavam

O isolamento social,

Para todos os Estados.

As propagandas...os comerciais

E as autoridades diziam

No ecoar das vozes!

Fica em casa!

Fica em casa!

Sem poder sair,

Sem poder abraçar...

Que vontade de interagir!

Brincar e sorrir...

Bons momentos,

Que o vírus nos enclausurou.

Comércio fechou,

Pessoas não puderam trabalhar,

As contas de energia e água,

Muitos deixaram de pagar.

Mas a população,

Não hesitou em obedecer,

O que recomendavam os médicos

E autoridades Mundiais,

Muitos ainda saíam,

E a contaminação só aumentava,

Amigos, vizinhos e até parentes morriam,

Sem podermos fazer nada.

Hospitais em picos,

Sem respiradores, sem leitos...

Para atender a intensa demanda,

A situação era urgente,

E por falta de condição,

Médicos escolhiam

Quem morreria,

E quem viveria.

Que decisão!

Para esses profissionais,

Cujo objetivo

É salvar vidas!

Esses heróis

Lamentavam cada vida

Que perdiam.

Em diversos momentos,

Dessa terrível batalha,

Na trincheira da pandemia,

A guerra era perdida

E muitos profissionais de saúde,

Infelizmente morriam.

Mas ainda assim,

A esperança resistia,

Deus com seu sopro divino,

Soprava com a cura,

Diversos pacientes,

Melhoravam

Milhares se curavam,

E em agradecimentos

Aos profissionais,

Que lutaram pela vida,

Faziam as fileiras

E os curados em momentos,

De recuperação

Empunhavam um cartaz,

Que dizia assim;

"Venci o corona"

Nossa! Isso significava muito

Nesses momentos.

Os heróis

Que antes lamentavam.

Agora, alegre estavam.

Nessa pandemia,

As vidas perdidas

Nunca serão substituídas.

A tristeza invadirá

A casa daqueles que sofreram e sofrem.

Mas nada dura

Para sempre

Tem uma pessoa que nunca

Irá te abandonar,

Sempre estará do seu lado,

Uma vez ela disse:

"Que seu amor

É como o amor de uma mãe

Que nunca abandona seus filhos,

E mesmo que abandone

Eu nunca te abandonarei"

Por isso... Humanidade!

Tenha força,

Para se recuperar;

Tenha fé,

Para que tudo der certo;

E acima de tudo

Nuca perca a esperança,

Pois sem ela,

Não irá conseguir nada.