Inscrições - Pela Rua

21/08/2020

Pela rua se anda, e se descobre sua poesia coletiva. Está nos muros, no sinal, nas entrelinhas dos outdoors. Mas há também a ordem e as instituições. Nessa dialética comunitária, desdobram-se os signos de nossa subjetividade e da composição anárquico-autárquica do mundo. Você também faz parte dela. Desse modo, nós o convidamos também a construir os aclives e declives da Rua, enviando suas frases coletadas na cidade nesse jogo de contradições, as quais também farão parte do livro. Deixe nos comentários. Faça a rua conosco. Vamos expandir a pólis por meio de sua criação inaudita.


[ anárquicas


de madrugada o bagulho é doido

esse muro agora fala

vulva la vida!

bixa tbm pixa

poesia pichada -

uma flor nasceu na rua


[ autárquicas


obedeça a sinalização

mantenha a direita

para conversão aguarde no acostamento

direita livre