Galeria fotográfica: Avenida dos Esquecidos, por Loren Lima

27/04/2020

A cidade deixa suas esquinas e abandono. Trafegando por caminhos ignotos, os indivíduos perseguem a existência instante a instante, invisíveis aos olhos da maioria dos que passam, assolados que estão em seus desassossegos cotidianos.


No entanto, eles vivem, e fazem também a vida ganhar ímpeto. Os governantes tentam escondê-los com seus discursos, posto que revelam as contradições do Estado indiferente. Contudo, é impossível. Sua presença é intensa e forte em si mesma, de modo que, inapágavel, segue. 


A imagem, com isso, converte-se em forma de resistência. Eis o sentido da arte que ora constatamos.