FENOMENOLOGIA E EDUCAÇÃO: AS BASES HUSSERLIANAS E SUAS IMPLICAÇÕES METODOLÓGICAS, por Victor Leandro da Silva e Thaise Ferro Gomes

04/12/2020

A fenomenologia tem se destacado como um dos mais profícuos métodos aplicados na pesquisa em educação. No entanto, esse avanço também implicou uma redução de seu alcance teórico, circunscrito a um conjunto de orientações que muitas vezes não se coadunam a suas linhas fundamentais. Partindo dessa problemática, o presente texto visa retomar os princípios epistemológicos da fenomenologia de Edmund Husserl, em especial no que tange à relação sujeito-mundo, para, com base em suas proposições, articulálas à discussão na pesquisa educativa envidada pelo filósofo Maurice Merleau-Ponty. Como resultado, o que se pretendeu foi elucidar em que arcabouço as ciências da educação precisam estar orientadas para servirem-se do pensar fenomenológico, no que é imprescindível fazer um uso adequado de sua estrutura conceitual.