Entrevista de emprego, por Victor Leandro

18/04/2020

-Olá, seja bem-vindo! Por favor, sente-se.

-Pensei que seria recebido pelo presidente da empresa.

-Oh, não. Ele está um pouco indisposto para o trabalho hoje. Mas podemos tratar tudo sem problemas. As decisões têm sido tomadas exclusivamente por mim esses dias.

-Uma pena. Espero que ele se recupere logo.

-Difícil. Já está assim há um ano e quatro meses. Alguns chegam a dizer que dura quase trinta anos. Mas vamos ao que interessa. Sabe que estamos reestruturando a empresa, e isso passa pelo nosso setor médico. Nosso antigo responsável teve que sair. Andava com umas ideias meio malucas esses tempos, totalmente contrárias aos nossos princípios. Já conversei com outros candidatos antes de você, e, para ser sincero, ainda não estou satisfeito. Então resolvi convidá-lo para a entrevista. Porém, não gosto de delongas, logo, quero ir direto ao ponto para não perdermos tempo. Em poucas palavras, diga-me, qual o seu diferencial?

-Tenho perfeito alinhamento com as normas da empresa.

-Ou seja?

-Eu topo tudo.

-Muito bem. É um excelente começo. Agora, vamos para as perguntas rápidas. Tente responder com o que lhe vier à mente. Algumas questões vão parecer de menor relevância, mas são fundamentais para o tipo de trabalho que temos pretendido. Por isso, mantenha a atenção. Podemos começar?

-Claro.

-Trabalho?

-Lucro.

-Religião?

-Dinheiro, cristão só para o público.

-Político?

-Churchill?

-Sim, é o nome da moda. Dá para esconder muita coisa com ele. Aborto?

-Heresia.

-Paciente?

-Ativo financeiro.

-E o milionário?

-Cliente.

-Perfeito, excelente. Estou ficando muito animado com isso. Vamos agora para a parte final. Um respirador. Velho ou novo?

-O mais rico.

-Magnífico! Ah, não estranhe. Não tenho razão para esconder meu entusiasmo. Já estava perdendo as esperanças com o dia de hoje. Agora, vou fazer uma pergunta crucial. A resposta dela é importante para nossos acionistas e financiadores. A Terra é?

-Desculpe, não responderei de pronto, pois sei que é polêmico. Tenho lido bastante recentemente sobre o assunto, e a conclusão a que tenho chegado, segundo vários estudos astrológicos e imaginativos, é que ela não é redonda.

-Bravo! Bravíssimo! Apenas para encerrar, enquanto médico, como você se define?

-Sou um homem de negócios.

-Ah, isso é sublime! Está contratado, sem dúvida! Só lhe posso dar minhas congratulações.

-Fico muito contente.

-Não parece.

-É meu estilo. Alguns chegam a dizer que não pareço ter vida em meu semblante.

-O que, para nós, é bastante apropriado.

-Quando começo?

-Amanhã, mas não se apresse para começar a dar ordens. Aliás, é interessante que possa demorar-se para isso o tempo que puder. Quanto mais tardar, mais rápido alcançaremos o objetivo. Porém, não se esqueça. É preciso enganar a opinião geral.

-Fique tranquilo. Sou um especialista nesse assunto.

-Ótimo. Capital acima de tudo.

-Meritocracia. Por isso estamos acima de todos.