Elementos constitutivos e breves observações sobre a ética kantiana, por Daniel Sena

18/12/2020

Esse escrito tem por objetivo expor e discutir os elementos constitutivos da ética kantiana como dever, imperativos, autonomia, dignidade e liberdade. O mesmo também tece algumas observações críticas sobre essa teoria. Immanuel Kant propõe uma moral formalista, fundamentada unicamente na razão. Nesta perspectiva há uma extrema valorização do racional em detrimento de qualquer determinação do sensível. Para Kant, a ação apenas será moral quando for ditada exclusivamente pela razão e não por algum interesse ou desejo pessoal, isto é, prático ou moral é o que depende unicamente da razão. A moralidade não se julga de fora. Por isso suas determinações não poderão vir da experiência. Os conteúdos morais vêm do interior, são imposições da razão e, como a razão é universal, isto é, está presente em todos os homens, é possível que todos possam agir de acordo com seus princípios.