ALLE FRONDE DEI SALICI, por Salvatore Quasimodo. Tradução Anne Caroline

21/08/2020

Uma das grandes vozes poéticas italianas na tradução precisa da italianóloga Anne Caroline. Após a leitura, recomenda-se acessar o vídeo.


E come potevamo noi cantare

con il piede straniero sopra il cuore,

fra i morti abbandonati nelle piazze

sull'erba dura di ghiaccio, al lamento

d'agnello dei fanciulli, all'urlo nero

della madre che andava incontro al figlio

crocifisso sul palo del telegrafo ?

Alle fronde dei salici, per voto,

anche le nostre cetre erano appese,

oscillavano lievi al triste vento.



E como poderíamos cantar

com o pé estrangeiro sobre o coração,

entre os mortos abandonados nas praças

sobre a grama dura de gelo, ao lamento

de cordeiro das crianças, ao grito negro

da mãe que foi ao encontro do filho

crucificado no poste de telégrafo?

Nos ramos dos salgueiros, por voto,

também nossas liras pendiam,

Oscilavam levemente ao triste vento.

https://www.youtube.com/watch?v=WvfZrLRRg0s&feature=share