A saída pelo abismo, por Victor Leandro

24/04/2020

Nada de boas notícias. A erosão do antigoverno não traz qualquer efeito positivo.

Não pelo fato em si mesmo. Esse poderia ser algo bastante favorável, no sentido de tornar evidente o caos que nos define. Mas, como tudo no Brasil de hoje, cada gesto traz consequências destrutíveis.

Porque a saída não será transformadora. Nesse momento, quem se organiza em torno de uma pseudomudança são as más e velhas forças do establishment. A curva, como de costume, será pela classe burguesa, porém agora ainda mais desarticulada e exploradoramente cínica. Nenhum aceno favorável aos pobres que agonizam nos hospitais, nenhuma ideia nova para uma sociedade mais humanista e igualitária.

O mundo adoeceu, estamos no poço e, ao que parece, queremos saber o quanto ele é fundo.

Já as forças progressistas, elas permanecem em berço esplêndido. As notas de repúdio são as comprovações de que seu sono permanece tranquilo.

Nem direita nem esquerda. A saída agora será pelo abismo.