Artigos

Tão logo os impactos econômicos da pandemia começaram a ser mensurados, o fundamentalista ministro da economia colocou-se a dizer, em mais um dos seus mantras ideafixos, que os efeitos não seriam tão graves quanto se supunha, e que o Brasil iria surpreender, a despeito do que consideravam os estudos mais criteriosos.

Schopenhauer, a quem a psicanálise e filosofia existencial devem muito, afirmou que não é possível ao sujeito obter a liberdade plena, posto que, se podemos escolher fazer ou não o que queremos, por outro lado, é impossível selecionar o que desejamos. Assim, nossa vontade segue sempre ordenada por um impulso cego, vindo de regiões raramente...

Para além das piadas, há um conflito ético verdadeiro em desejar a morte pelo coronavírus do suposto presidente. Mas este é um problema de princípio e não de uma banalidade sentimental, do tipo que vem sendo difundida por figuras como Vera Magalhães, que reduzem a questão a frases feitas do tipo "fracassamos como sociedade", a qual pode até ser...

Movidos pela ambição, vontade de se tornarem notáveis a qualquer custo e um extremo e execrável egocentrismo, muito se vê na academia os ditos pesquisadores inseridos no que se poderia chamar de uma teoria do medalhão machadiana à moda acadêmica. As pesquisas não passam de um recontar em si mesmas sobre teorias há muito discutidas, por muitos...

Há resultados estratégicos que ameaçam cair no esquecimento, a menos que sejam examinados em bom tempo. De igual maneira, suas conquistas, se não identificadas e discutidas, acabam minimizando o seu potencial e transmitindo a sensação de que nenhum êxito tem sido conseguido, o que obviamente desmobiliza e só favorece as forças já constituídas.

Não, não é só deles, é de todos nós o problema. Suas necessidades gritam a dizer que o trabalho definha e a exploração avança. O oponente, mais uma vez, não é a máquina, não é o aplicativo, e sim o CEO escondido sob uma pose de modernidade e bom-mocismo. Por trás dela, a má e velha degradação implacável dos mais pobres....

Tudo espetáculo, tudo circo. O estado estava cansado de ser regido pelo mesmo. Precisava cair na esparrela da novidade reacionariamente empanada. Olhando as opções na TV, escolheram um dançarino. O palco estava pronto. Bastava agora fazer a passagem ao ato.