Leilões Abertos da Receita Federal

Todo os mês são abertos leilões da Receita Federal  uma otima oportunidade de adquirir bens de Mercadorias apreendidas ou esquecidas em várias cidades dos estados: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO.

Otimas oportunidades em leilões

Nem só de obras de arte vivem os leilões. Neles, também podem ser comprados imóveis a produtos eletrônicos, com preços de 20% a 30% abaixo do valor de mercado, em média. A Caixa Econômica Federal, por exemplo, tem atualmente mais de 1.500 imóveis disponíveis para venda via leilões somente no estado de São Paulo. Já a Receita Federal promove, periodicamente, licitações para comercializar mercadorias apreendidas. Os Detrans também realizam leilões, para vender veículos recolhidos. Qualquer pessoa pode participar.

  • Na maioria dos casos, é possível vistoriar os produtos antes do leilão. A análise deve ser cuidadosa, porque, após a compra, não são permitidas devoluções.
  • No dia do leilão, tenha em seu poder um talão de cheques, porque sempre se exigee um sinal ou caução, como garantia de compra.
  • Não esqueça também de acrescentar 5% ao valor da mercadoria comprada: este é o valor da comissão do leiloeiro.
  • Antes de participar, fique atento para as condições de pagamento. Se a peça arrematada não for paga no prazo, você pode perder o dinheiro do sinal ou caução.

Imóveis

Além da Caixa Econômica Federal, diversos bancos vendem imóveis via leilão ou concorrência pública. No caso da Caixa, as propostas de compra devem ser apresentadas em um envelope lacrado, para posterior abertura. O imóvel é vendido para o pretendente que fizer a melhor oferta.

  • Antes de fazer o lance, agende uma visita ao imóvel para analisar suas condições de conservação. Observe com cuidado os encanamentos e as instalações elétricas: muitas vezes, os custos da reforma podem superar a economia feita na compra.
  • Na visita, verifique se a casa ou apartamento não está ocupado. Caso esteja, é responsabilidade do comprador pedir a desocupação, se necessário até por meio de uma ação judicial.
  • Exija também do leiloeiro certidões que comprovem que o imóvel não tem dívidas com condomínio ou IPTU atrasado, que podem ser transferidas para o comprador. No caso dos leilões da Caixa, o banco se responsabiliza pelos débitos existentes.

agenda de leilões dos bancos:

  • Caixa Econômica Federal
  • Bradesco
  • Itaú
  • Banco do Brasil

Veículos

Antes de comprar um carro em um leilão do Detran, é bom lembrar: se o carro foi apreendido por falta de pagamento de multas ou IPVA ou então porque foi usado em algum crime, ele não pode voltar a circular nas ruas. Ou seja, quem arrematar o veículo poderá apenas usar as peças. É por essa razão que, muitas vezes, carros são vendidos por até metade de seu valor de mercado.

Para quem pretende rodar com o veículo, e não desmanchá-lo, a opção são os leilões oferecidos por locadoras que pretendem renovar sua frota e bancos que recuperaram carros financiados e não pagos, além de seguradoras que recuperaram carros acidentados ou roubados. Antes da compra, é recomendável levar um mecânico ou funileiro de confiança para vistoriar o veículo.

  • Mesmo se o carro for 0 km, não há garantia de fábrica. Ou seja, quem compra não tem direito a revisões gratuitas ou troca de peças defeituosas.
  • Se o comprador adquiriu um carro com chassi adulterado (recuperado de roubo pela seguradora), é ele quem tem que ir ao Detran regularizar sua situação.
  • Assim como em qualquer leilão, é preciso pagar a comissão de 5% para o leiloeiro. Não esqueça deste percentual antes de fazer seu lance.
  • A documentação do veículo não sai no momento da compra. Por isso, ele precisa ser rebocado do pátio. As despesas do transporte ficam por conta do comprador.

 

Receita Federal

O principal atrativo dos leilões da Receita Federal são mercadorias importadas apreendidas em operações da Polícia Federal ou não resgatadas nas alfândegas de portos e aeroportos. Além de produtos eletro-eletrônicos, é comum também encontrar jóias, roupas, artigos esportivos e até automóveis. Dependendo do material apreendido, o leilão pode ser aberto ao público ou restrito a pessoas jurídicas. A agenda completa pode ser consultada no site da Receita Federal.

leilões-abertos-receita-federal

Leilões Abertos da Receita Federal

Cidades que mais tem leilões

São Paulo (SP) – 11.016.703
Rio de Janeiro (RJ) – 6.136.652
Salvador (BA) – 2.711.372
Fortaleza (CE) – 2.416.920
Belo Horizonte (MG) – 2.399.920

Brasília (DF) – 2.383.784
Curitiba (PR) – 1.788.559
Manaus (AM) – 1.688.524
Recife (PE) – 1.515.052
Porto Alegre (RS) – 1.440.939

Belém (PA) – 1.428.368
Guarulhos (SP) – 1.283.253
Goiânia (GO) – 1.220.412
Campinas (SP) – 1.059.420
São Luís (MA) – 998.385

São Gonçalo (RJ) – 973.372
Maceió (AL) – 922.458
Duque de Caxias (RJ) – 855.010
Nova Iguaçu (RJ) – 844.583
São Bernardo do Campo (SP) – 803.906

Teresina (PI) – 801.971
Natal (RN) – 789.896
Campo Grande (MS) – 765.247
Osasco (SP) – 714.950
Santo André (SP) – 673.234

João Pessoa (PB) – 672.081
Jaboatão dos Guararapes (PE) – 651.355
São José dos Campos (SP) – 610.965
Contagem (MG) – 603.376
Uberlândia (MG) – 600.368

Sorocaba (SP) – 578.068
Ribeirão Preto (SP) – 559.650
Cuiabá (MT) – 542.861
Feira de Santana (BA) – 535.284
Juiz de Fora (MG) – 509.125

Aracaju (SE) – 505.286
Ananindeua (PA) – 498.095
Joinville (SC) – 496.051
Londrina (PR) – 495.696
Belford Roxo (RJ) – 489.002

Niterói (RJ) – 476.669
São João de Meriti (RJ) – 466.996
Aparecida de Goiânia (GO) – 453.104
Campos dos Goytacazes (RJ) – 429.667
Santos (SP) – 418.375

Caxias do Sul (RS) – 412.053
Betim (MG) – 407.003
São José do Rio Preto (SP) – 406.826
Florianópolis (SC) – 406.564
Vila Velha (ES) – 405.374

Mauá (SP) – 398.482
Serra (ES) – 394.370
Diadema (SP) – 389.503
Olinda (PE) – 387.494
Carapicuíba (SP) – 382.722

Porto Velho (RO) – 380.974
Campina Grande (PB) – 379.871
Macapá (AP) – 368.367
Mogi das Cruzes (SP) – 365.993
Cariacica (ES) – 361.058

Piracicaba (SP) – 360.762
Bauru (SP) – 350.492
Montes Claros (MG) – 348.991
Pelotas (RS) – 346.452
Jundiaí (SP) – 344.779

Itaquaquecetuba (SP) – 340.596
Canoas (RS) – 333.322
São Vicente (SP) – 325.437
Maringá (PR) – 324.397
Ribeirão das Neves (MG) – 322.969

Franca (SP) – 321.969
Anápolis GO) – 318.808
Vitória (ES) – 317.085
Rio Branco (AC) – 314.127
Caucaia (CE) – 313.584

Petrópolis (RJ) – 310.216
Foz do Iguaçu (PR) – 309.113
Ponta Grossa (PR) – 304.973
Paulista (PE) – 299.744
Guarujá (SP) – 299.023

Blumenau (SC) – 298.603
Vitória da Conquista (BA) – 289.772
Uberaba (MG) – 285.094
Cascavel (PR) – 284.083
Caruaru (PE) – 283.152

Santarém (PA) – 276.074
Limeira (SP) – 274.906
Suzano (SP) – 272.452
Gravataí (RS) – 270.763
Santa Maria (RS) – 270.073

Taubaté (SP) – 267.471
Viamão (RS) – 261.971
São José dos Pinhais (PR) – 261.125
Petrolina (PE) – 260.004
Novo Hamburgo (RS) – 258.754
Volta Redonda (RJ) – 258.145
Barueri (SP) – 256.824
Várzea Grande (MT) – 254.736
Governador Valadares (MG) – 254.405
Boa Vista (RR) – 249.655

Juazeiro do Norte (CE) – 240.638
Embu (SP) – 240.037
Praia Grande (SP) – 237.494
Ipatinga (MG) – 236.463
Imperatriz (MA) – 232.560

Magé (RJ) – 232.251
Colombo (PR) – 231.787
Sumaré (SP) – 231.627
Mossoró (RN) – 229.787
Taboão da Serra (SP) – 221.176

Ilhéus (BA) – 220.943
Palmas (TO) – 220.889
Marília (SP) – 220.017
Magé (RJ) – 218.821
Alvorada (RS) – 214.953

São Carlos (SP) – 214.786
Santa Luzia (MG) – 214.398
São Leopoldo (RS) – 212.498
Sete Lagoas (MG) – 210.468
Jacareí (SP) – 208.471

Itabuna (BA) – 207.969
Juazeiro (BA) – 204.988
Divinópolis (MG) – 204.324
Presidente Prudente (SP) – 204.036
Arapiraca (AL) – 202.390

Itaboraí (RJ) – 201.443
São José (SC) – 201.103
Americana (SP) – 200.607
Marabá (PA) – 200.801
Cachoeiro de Itapemirim (ES) – 198.150

Araraquara (SP) – 197.039
Camaçari (BA) – 196.798
Itapevi (SP) – 196.551
Maracanaú (CE) – 196.422
Rio Grande (RS) – 195.392

Hortolândia (SP) – 194.289
Criciúma (SC) – 188.233
Luziânia (GO) – 187.262
Rio Claro (SP) – 186.998
Dourados (MS) – 186.357

Santa Bárbara d’Oeste (SP) – 185.623
Passo Fundo (RS) – 185.279
Araçatuba (SP) – 179.717
Nossa Senhora do Socorro (SE) – 179.060
Indaiatuba (SP) – 175.933

Sobral (CE) – 175.814
Nova Friburgo (RJ) – 175.370
Cotia (SP) – 175.008
Mesquita (RJ) – 174.045
Chapecó (SC) – 173.262

Barra Mansa (RJ) – 173.003
Cabo de Santo Agostinho (PE) – 172.150
Parnamirim (RN) – 170.055
Rondonópolis (MT) – 169.814
Guarapuava (PR) – 169.007

Águas Lindas de Goiás (GO) – 168.919
Lages (SC) – 168.384
Itajaí (SC) – 168.088
Francisco Morato (SP) – 164.791
Cabo Frio (RJ) – 159.685

Castanhal (PA) – 158.462
Itapecerica da Serra (SP) – 157.280
Macaé (RJ) – 156.410
Poços de Caldas (MG) – 151.605
Nilópolis (RJ) – 150.968

Camaragibe (PE) – 150.354
Jequié (BA) – 148.974
Teresópolis (RJ) – 148.965
Paranaguá (PR) – 147.934
Timon (MA) – 146.139

Lauro de Freitas (BA) – 145.831
Caxias (MA) – 144.387
Itu (SP) – 144.008
Parnaíba (PI) – 143.675
Pindamonhangaba (SP) – 141.039

Bragança Paulista (SP) – 140.789
Porto Seguro (BA) – 140.252
Mogi Guaçu (SP) – 138.918
Patos de Minas (MG) – 136.997
Rio Verde (GO) – 136.229

Uruguaiana (RS) – 134.928
São José de Ribamar (MA) – 134.593
São Caetano do Sul (SP) – 134.295
Alagoinhas (BA) 134.162
Sapucaia do Sul (RS) – 133.944

Abaetetuba (PA) – 133.316
Itapetininga (SP) – 132.869
Jaraguá do Sul (SC) – 131.786
Santa Rita (PB) – 131.684
Sabará (MG) – 131.398
Araguaína (TO) – 130.105
Angra dos Reis (RJ) – 129.621
Queimados (RJ) – 129.131
Garanhuns (PE) – 128.398
Palhoça (SC) – 128.102

Teófilo Otoni (MG) – 127.818
Atibaia (SP) – 126.940
Vitória de Santo Antão (PE) – 125.563
Abaetetuba (PA) – 125.055
Valparaíso de Goiás (GO) – 123.921

Barreiras (BA) – 123.609
Jau (SP) – 123.374
Pinhais (PR) – 123.288
Barbacena (MG) – 123.005
Linhares (ES) – 123.000

Pouso Alegre (MG) – 122.401
Franco da Rocha (SP) – 122.273
Varginha (MG) – 122.140
Bagé (RS) – 121.299
Botucatu (SP) – 119.298

Cubatão (SP) – 119.068
Araucária (PR) – 118.313
Santa Cruz do Sul (RS) – 117.949
Ribeirão Pires (SP) – 116.677
Apucarana (PR) – 115.823

Catanduva (SP) – 115.287
Codó (MA) – 115.098
Crato (CE) – 115.087
Araras (SP) – 114.682
Teixeira de Freitas (BA) – 114.208

Almirante Tamandaré (PR) – 113.589
Ji-Paraná (RO) – 113.453
Parintins (AM) – 112.636
Colatina (ES) – 111.789
Guaratinguetá (SP) – 111.673

Conselheiro Lafaiete (MG) – 111.467
Resende (RJ) – 110.876
Jandira (SP) – 110.045
Barretos (SP) – 109.238
Araguari (MG) – 108.672

Guarapari (ES) – 108.120
Várzea Paulista (SP) – 107.760
Itapipoca (CE) – 107.012
Cametá (PA) – 106.816
Açailândia (MA) – 106.357

Birigüi (SP) – 106.313
Itabira (MG) – 106.289
Salto (SP) – 106.207
Toledo (PR) – 105.687
Campo Largo (PR) – 105.474

Votorantim (SP) – 105.446
Passos (MG) – 105.098
Tatuí (SP) – 105.030
Sertãozinho (SP) – 104.618
Ourinhos (SP) – 104.448

Sinop (MT) – 103.868
Bragança (PA) – 103.751
Coronel Fabriciano (MG) – 103.724
Piraquara (PR) – 103.574
São Mateus (ES) – 102.955

Bento Gonçalves (RS) – 102.452
Trindade (GO) – 102.430
Santana (AP) – 101.864
Paço do Lumiar (MA) – 101.554
Marituba (PA) – 101.356

Corumbá (MS) – 101.089
Simões Filho (BA) – 100.702
Maranguape (CE) – 100.279
Paulo Afonso (BA) – 99.543
Patos (PB) – 99.494

Muriaé (MG) – 98.850
Cambé (PR) – 98.788
Arapongas (PR) – 98.505
Planaltina de Goiás (GO) – 98.491
Erechim (RS) – 98.288

Santana de Parnaíba (SP) – 98.050
Santana do Livramento (RS) – 97.488
Bacabal (MA) – 96.883
Itaituba (PA) – 96.515
Novo Gama (GO) – 96.442

Açailândia (MA) – 95.838
Caraguatatuba (SP) – 95.237
Umuarama (PR) – 95.237
Bayeux (PB) – 95.004
Assis (SP) – 94.415

Itatiba (SP) – 93.447
Iguatu (CE) – 92.981
Ituiuitaba (MG) – 92.727
Valinhos (SP) – 92.425
Formosa (GO) – 92.331

Moji Mirim (SP) – 91.938
Lagarto (SE) – 91.605
Barra do Piraí (RJ) – 91.369
Tubarão (SC) – 91.333
Fazenda Rio Grande (PR) – 90.875

Ubá (MG) – 90.781
Cáceres (MT) – 90.391.